Icone da página
Voce está aqui Home > Papai Noel dos Correios: Cartas que realizam sonhos, espalham alegria e mudam vidas

Papai Noel dos Correios: Cartas que realizam sonhos, espalham alegria e mudam vidas

Por Muralzinho de Ideias

A campanha de solidariedade mais querida pelos brasileiros vai começar: sexta-feira, dia 10/11, acontece o lançamento nacional do Papai Noel dos Correios 2017.

A campanha, que é considerada uma das maiores ações sociais natalinas do Brasil, é realizada há 28 anos. A ideia surgiu no coração de alguns funcionários da empresa. Na rotina de trabalho, eles recebiam cartas escritas por crianças, direcionadas ao Papai Noel, mas sem endereço. Sensibilizados, os trabalhadores resolveram “apadrinhar” os pequenos, adotando eles mesmos as cartinhas e enviando os presentes.

Assim, com o passar do tempo, a campanha foi ganhando tamanha proporção, que somente nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,5 milhões de cartinhas nas sedes dos Correios.

Atualmente, além das cartas das crianças da sociedade que escrevem diretamente ao Papai Noel, a ação também contempla estudantes das escolas da rede pública e de instituições parceiras, como creches, abrigos e orfanatos.

Desde 2010, os Correios estabeleceram essa parceria com as instituições, com a proposta de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP.

Ou seja, além da campanha ajudar a estimular a redação de cartas manuscritas pelas crianças, ela ainda dissemina os valores natalinos, como a solidariedade.

Como funciona

Em todo o Brasil, as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas pelos funcionários. As que atenderem aos critérios da campanha são disponibilizadas para adoção na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa.

Aqui em Curitiba, a partir desta sexta-feira (10/11), quem quiser participar, as cartinhas estarão disponíveis em dois locais: na Casa do Papai Noel, rua João Negrão, 1251, no bairro Rebouças. Ou na agência central dos Correios, localizada na rua XV de Novembro, 700, Centro.

Os padrinhos são aqueles que adotam as cartinhas, providenciando os presentes solicitados pelas crianças. Não há limite de cartas por padrinho. Mas lembre-se: uma desistência impede que a carta seja adotada por outro padrinho.

Os presentes devem ser levados no mesmo local em que a carta foi adotada, para depois serem entregues pelos Correios nas escolas e instituições participantes da campanha.

Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar o cumprimento desse critério, o endereço da criança não é informado ao padrinho.

O adotante também pode escrever uma cartinha para a criança, mas não pode apresentar dados de contato.

Viu como é simples? Você não precisa ter barba branca, se vestir de vermelho e andar de trenó para realizar o sonho de uma criança neste Natal.

Mais informações

Agência João Negrão (41) 3310-2484 | Agência Central (41) 3310-3827

texto: Barbara Chella | fonte: Correios

Dê sua opinião

Suas ideias são sempre bem-vindas no nosso Muralzinho.