Dicionário Ilustrado de Sentimentos sob o olhar das crianças

Por Muralzinho de Ideias

Antes de escrever seu 4º livro infantil, Fernanda Salgueiro conversou com muitas crianças. Ela esteve em diversas escolas, bibliotecas, ONGs e no Hospital Pequeno Príncipe (HPP) para realizar oficinas de desenho, pintura e colagens. Enquanto as crianças produziam desenhos, a autora teve a oportunidade de ouvir o que os pequenos tinham a dizer sobre os sentimentos. O resultado é uma lista de 39 emoções explicadas sob o ponto de vista infantil e reunidas no Dicionário Ilustrado de Sentimentos, livro que será lançado no dia 10/06 na Biblioteca Pública do Paraná.

Neologismos, percepções, metáforas, sensações, enfim, na simplicidade da criança, a explicação para o mundo complexo do sentir. Ao ouvi-las e ao avaliar suas manifestações em desenhos, o projeto foi tomando forma, incorporando novas ideias e a cada oficina novos sentimentos surgiram. Adjetivos, substantivos, verbos e até interjeições foram usados para falar de seus próprios sentimentos.

“Percebi que eu não poderia limitar a escolha das palavras usando a classificação formal da língua portuguesa. E quando entendi isso, um novo horizonte se abriu. Uma criança perguntou se chorar é sentimento. Outra disse com muita certeza ‘sentimento é aquilo que arrepia’. Como eu poderia dizer que elas estavam erradas?”, reflete Fernanda. Em oficina no HPP, uma criança definiu urgência como sentimento e explicou: “urgência é quando não dá para esperar. E estou com urgência para comer”. Depois a autora soube que a criança estava em jejum para fazer um exame e, por isso, a urgência passou a ser também um sentimento, como ela revela no livro.

André Mendes, artista plástico, foi convidado para integrar o projeto e deu vida às ilustrações que retratam os diversos sentimentos apresentados no livro. A simplicidade foi a sua inspiração, com destaque para a expressão da boca e dos olhos nos desenhos feitos pelas crianças, muito fiéis aos seus próprios relatos. É assim que ele percebeu a forma gráfica como os pequenos representam o sentimento. “Existe uma pureza na criança. Ela não sabe porque está fazendo aquilo, é totalmente espontâneo e o resultado é lindo. Isso foi inspirador. Nos desenhos das crianças, vi uma pequena rotação dos olhos, uma pequena diferença na linha da boca e isso já mudava o sentimento. Essa habilidade natural da criança é muito legal, existe uma entrega nesse momento”.

O Dicionário Ilustrado de Sentimentos é um projeto de incentivo à leitura, viabilizado pela Lei Rouanet, que envolveu crianças em diferentes cidades, proporcionando aos meninos e meninas o acesso à arte e a possibilidade de participação na primeira etapa de produção e concepção de um livro. Construir em conjunto foi o que norteou seu desenvolvimento em oficinas presenciais e, desde 2016, com página no Facebook, aproveitando a rede social para coletar inspirações que também foram usadas nas ilustrações.

O livro infantil conta com uma ilustração para cada sentimento e elas se complementam em um fio condutor para que os pequenos leitores percebam como os sentimentos estão presentes no dia a dia. Assim cada verbete passa a ser também um momento de descoberta e observação. Estão presentes novas palavras ditas pelas crianças como ‘bugado’, ‘jururu’ e ‘zoado’, e novas interpretações para sentimentos como ‘nada’ e ‘alívio’. Palavras que significassem sentimentos e que começassem com letras como Q e X foram garimpadas e também estão na obra. O projeto é patrocinado pelas empresas Multilit, Michael Page e Nórdica Veículos S/A, e tem apoio do Hospital Pequeno Príncipe.

A autora acredita que presentear as crianças com a obra é uma importante forma de incentivar a leitura e ampliar o acesso ao livro. Por isso, a obra não será vendida e sim doada a diversas crianças e instituições, assim como foi feito com os livros anteriores de Fernanda Salgueiro. “Convido o leitor a mergulhar neste universo dos sentimentos. Mas antes faço um pedido muito especial: por favor, leia com o coração, pois é lá que todo sentimento, de gente grande ou pequena, nasce”, recomenda.

 

fonte: Parola Conteúdo

 

Compartilhe esse post

    0
    0

    Opiniões

    Os comentários aqui postados não representam nossa opinião.
    A responsabilidade é exclusiva do autor da mensagem.

    Dê sua Opinião

    Suas ideias são sempre bem-vindas no nosso Muralzinho.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Curta nossa Fan Page

    Instagram

    Newsletter